50 Brasileiras incríveis para conhecer antes de crescer

3 Ilustrações (Maria Quitéria, Cecília Meireles e Zuzu Angel)
Editora Galera Record

 
 

SINOPSE
Em tempo de super-heróis nos cinemas, 50 brasileiras incríveis para conhecer antes de crescer é um livro fantástico sobre heroínas da vida real
Débora Thomé, jornalista, cientista política e criadora do bloco de carnaval Mulheres Rodadas, é a autora dessa obra que reúne a biografia de grandes mulheres brasileiras e conta também com ilustrações belíssimas feitas por artistas mulheres. Com uma história cheia de aventuras e desafios, neste livro não faltam mulheres fortes, fabulosas e fantásticas para inspirar meninas e meninos a não desistirem de seus sonhos, independente das dificuldades. Leila queria ser livre e ponto. Maria Rita andava com uma rolha pendurada no pescoço - não a deixavam falar o que pensava. Na primeira metade do século XIX, Liberata apelou pela própria liberdade. Lota morreu de amor. E Aracy virou anjo. Incríveis, revolucionárias, livres. Mulheres que mudaram o mundo com histórias para ler antes de crescer, de dormir e de sonhar

 
livro capa.jpg
 
mariaquiteria-02-julialima-18x24-baixa.jpg
 

MARIA QUITÉRIA

A primeira "mulher soldado" brasileira era uma moça destemida, livre e baiana como eu.  Fugiu de casa, cortou os cabelos e se fingindo de homem se uniu ao batalhão mais próximo para lutar pelo Brasil. Até D. Pedro I a reconheceu por sua coragem, e hoje em todos os quartéis do Brasil tem uma imagem dela pendurada.

Para fazer o desenho, me inspirei na única pintura que existe da Quitéria. Pensei em trazer esse universo mais militar, com o fundo verde e as estrelas. O fundo estrelado azul, é pra lembrar a condecoração dela na Ordem Imperial do Cruzeiro do Sul. Os passarinhos verdes em cada ponta, são para lembrar o "Batalhão dos Periquitos", que era como se chamava popularmente o Batalhão dos Voluntários do Príncipe (por causa dos punhos e gola verde do uniforme).

ceciliameireles-01-julialima-18x24-baixa.jpg
 

CECÍLIA MEIRELES

Olhinhos de gato era como chamavam a menina Cecília. Poetisa sensível, fez parte da minha infância com "Ou isto ou aquilo", a menina tão pequenina que queria ser bailarina, e tantas outras lindezas.

A idéia foi trazer um pouco do universo sensível da Cecília, com uma ilustração mais delicada. Achei que uma carinha mais antiga assim, com uma pintura meio aquarelada, expressariam melhor a delicadeza da Cecília. Retratei em destaque seus olhos verdes (olhinhos de gato), e trouxe alguns elementos como os livros (que ela escreveu e os que passou lendo na infância), a "flor amararela sendo regada pela Arabela", conchas, peixes, estrelas e borboletas, que sempre aparecem em seus poemas. O fundo todo é uma página de livro antigo, e a ilustração foi inspirada em uma foto da Cecília que aparece em muitos livros, inclusive em um de uma coleção super antiga que minha mãe tem em casa.

zuzuangel-01-julialima-18x24-baixa.jpg
 

ZUZU ANGEL

Estilista de sucesso, ficou muito conhecida por sua moda brasileira e feminina, mas também pela história de seu filho Stuart Angel, preso e morto durante a ditadura militar no Brasil.

Pensei muito na hora de retratar a Zuzu, pois apesar da história triste com seu filho, ela era uma pessoa feliz com seu trabalho e seu universo. Uma mulher muito forte e criativa, uma verdadeira artista! Optei então por fazer uma coisa mais colorida, mas sem deixar de colocar alguns elementos que lembram a fase mais dura de sua vida. Por isso os pássaros negros no céu olhando pra ela (inspirados em um vestido vermelho de pássaros pretos que ela fez), e o canhão que parece de brinquedo (que desenhei inspirado em um de seus bordados do icônico vestido branco). No fundo, preenchi com muitos anjos que desenhei inspirados na marca da Zuzu, e muitas nuvens e céu. Também usei um pedaço de envelope verde e amarelo, para lembrar as cores do nosso país que ela tanto valorizou. O envelope também remete às cartas que ela escreveu para pessoas importantes da época à procura de seu filho, para denunciar as injustiças da ditadura militar e para denunciar que estava sendo ameaçada de morte.

 

 

Alho por alho,
dente por dente

Ilustração e Projeto Gráfico
Editora Memória Visual
 

 

SINOPSE
Todas as pessoas já ouviram algum ditado popular ao longo da vida. A sabedoria do povo é mesmo certeira, construída com humor e poesia. A partir dessa ideia, André Moura e Henrique Rodrigues escreveram Alho por alho, dente por dente.

Editado pela Memória Visual, o livro nasceu numa troca de emails em que os escritores se propuseram a reescrever, em versos lúdicos, diversos provérbios sobre os mais vários assuntos. Em curtas quadrinhas, delicada e deliciosamente ilustradas por Júlia Lima, num projeto gráfico que encantará os leitores, o livro é diversão garantida.

A obra pode ser utilizada como leitura compartilhada na sala de aula – trocando ideias sobre provérbios, humor e produção textual, na forma oral ou escrita. Também é fonte para atividades na sala de leitura, ao estimular a pesquisa sobre ditados populares.

 


 

O Segredo da     Bolsa Mágica

Ilustração e Projeto Gráfico.
Editora Memória Visual

 

O Segredo da Gravata Mágica

Ilustração e Projeto Gráfico.
Editora Memória Visual

 

SINOPSE

Imagine que uma bolsa e uma gravata, simples acessórios utilizados pelas pessoas no dia-a-dia, possam ser capazes de revelar um segredo sobre elas.

Com linguagem poética e cadenciada, típica das histórias que são contadas em voz alta, Henrique Rodrigues nos apresenta a trajetória desses objetos mágicos em dois livros, belamente ilustrados pela designer Júlia Lima.

Em O segredo da gravata mágica, é contada a história de uma gravata borboleta que costuma diminuir de tamanho e ficar apertada caso quem a estiver usando não seja de boa índole. E assim, ela vai passando de pescoço em pescoço por diferentes lugares e épocas, até encontrar quem seja digno de usá-la.

Já em O segredo da bolsa mágica, uma pequena bolsa lilás sempre faz sumir o seu conteúdo caso a menina que a estiver usando seja malcriada. Assim como a gravata, a bolsa mágica é rejeitada por todos e também passa por várias donas de diferentes lugares, em busca de uma menina de quem não precise fazer sumir os objetos guardados.

O segredo da gravata mágica e O segredo da bolsa mágica saem pela Memória Visual, editora especializada em publicações do mundo da moda, gastronomia, guias especializados e biografias.

 

 

 

A Princesa Isabel, o gato e a fotografia

Ilustração do gato Firmino.
Edições Pinakotheke

 

 

SINOPSE

Neste livro idealizado para o público infanto-juvenil, o autor Pedro Afonso Vasquez criou um gato, o Firmino, personagem fictício que conta através de fotografias selecionadas, a vida e o tempo da princesa Isabel, junto a seus amigos e familiares.

É assim que vamos conhecer, mais de perto, Isabel Cristina Leopoldina Augusta Miguela Gabriela Rafaela Gonzaga de Bragança e Bourbon (1846-1921), segunda filha de dom Pedro II e da imperatriz Tereza Cristina, a grande estadista a quem todos reverenciamos até hoje. Ela alcançou um lugar de destaque na História do Brasil: em 1871, sancionou a Lei do Ventre Livre, e em 1888, a Lei Áurea. Recebeu o cognome de “A Redentora”. 

Apresentando 28 fotografias da Coleção Arquivo Grão Pará e da Coleção Museu Imperial, o livro foi ilustrado por Júlia Lima e sai pela editora Pinakotheke.

 

gato_livro.jpg